Berenice


Não sei se era uma flor 
Se uma melodia, 
Era qualquer coisa que havia
E cantava e floria
dentro de mim sem razão!

(Reservada)

Sem comentários: